terça-feira, 25 de dezembro de 2012

Mudanças



2013, ano das mudanças!

2012 foi o ano em que mais regredi e amadureci numa proporção tão grande,
mas tão grande, que definitivamente posso me rotular "essa metamorfose ambulante"!


...mas a casa se transformou em uma grande festa, (estranha e com muita gente esquisita) e no final, quando todos foram embora, eu estava lá. Limpei toda a sujeira e encaixotei o que restou e estou em frente a ela (a casa) esperando uma caminhonete passar e me dar uma carona. 
Destino? Não faço a menor ideia, mas tenha certeza, será longe...bem longe.

E é tão bom encaixotar coisas, porque algumas vão direto pro lixo e outras ficam guardadas para ser recordadas, tocadas, toda vez que a nostalgia vier bater a porta. E gostar, e olhar, e olhar de novo e desgostar uma segunda ou terceira vez.

A vida e essa mudança de tempo, de atitudes e de pessoas.
Saibam que nessa mudança, nas caixas, não se encontra nenhum tipo de mágoa.Talvez uma leve melancolia, não minto, mas mágoa, jamais.

Essa metamorfose ambulante, se transforma em tudo, menos em fumaça negra. O coração do homem é uma terra sem lei e quando se precisa colocar ordem, tudo fica melhor.

Precisamos passar por coisas ruins, para se transformar em coisas boas, em um futuro sem culpa, de pessoas sem culpas. E essa é a parte boa de viver. Conseguir aprender com as experiências.

Todas as experiências ruins passam e as boas também passam, mas é preciso abandonar a casa nas duas ocasiões. Saia antes da festa acabar.

Abandone sua casa em 2013. Pegue tudo de ruim (e bom), ponha dentro das caixas de papelão e leve para a rua. Você pode voltar pra casa limpa, reforma-la ou sair e esperar a carona passar, como eu, mas não deixe de fazer algo.

A mudança, pra mim, é a reencarnação pra alguns.
Podemos viver coisas diferentes sempre... morrer de olhos abertos, quem disse que não? Tudo numa única vida!

E agora vem a notícia chata: O "DIA DE NOVEMBRO" VAI COMIGO NESSA CAIXA DE PAPELÃO. É, a parte das coisas boas que vão pra caixa? Me referi a ele também! 
Foi uma das melhores experiências em três anos que tive! 
Sempre me senti solitário e tão vigiado aqui e agora me sinto...livre. Sem medo de nada e nem de ninguém. Minhas linhas são tão minhas que ninguém nunca vai tirar essa liberdade linda que tenho de falar do que sinto, do que penso, e que conquistei com o amadurecer dos meus dias.
Preciso colocar meu blog nessa caixa também. Ele não vai pro lixo, claro que não, vai comigo pra onde eu for!

Bem, feliz 2013 pra vocês que sempre me acompanharam com mensagens de carinho. Amigos, amores, família, todos. Obrigado por fazerem parte de momentos na minha vida.

O amor, nunca vai embora...nem a poesia. Só passa por transformações, como qualquer coisa na vida!

Beijos