terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Meu livro...


Eu tinha um grande livro de história onde guardei momentos que não contava pra ninguém. Por um tempo, meu livro foi escrito em um idioma particular onde ninguém além de mim conseguia ler.

Ninguém conseguia roubar minhas letras e nem as ilustrações que foram impressas nele. 


Até o dia em que eu o abri e deixei as pessoas lerem. 


Algumas páginas se perderam em uma ventania que não teve fim...por algumas horas.


Muitas dessas páginas eu não vou encontrar. Nem faço questão de reencontrá-las.
Ficaram perdidas no tempo e jamais saberei escrever as mesmas linhas uma outra vez.


Acho, ou melhor, tenho certeza que nesses casos o melhor a fazer é escrever outro livro. Um com cheiro de página nova, com novos personagens e com uma história menos amarga. Com mais confiança nos novos personagens e menos abertura para quem vier a ler. Aliás, que não possam ler, que eu volte com o tal idioma particular e apenas traduza para alguns.

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Meu amigo oculto nesse Natal é: Di Lacerda!



Hoje, vim rapidinho para falar de alguém que admiro. Esse cara aí de cima.
Alguém que me ajudou (esteticamente falando) a me importar menos com a beleza (mesmo ele sendo muito bonito, por sinal).

Conheci esse moço a algum tempo atrás, pela net mesmo. 
Ele é de BH, eu nunca soube direito seu nome, mas sempre lia Di Lacerda BH em tudo
quanto era lugar, aí acreditei que fosse esse o nome e com esse nome fiquei na cabeça. Não, não acho ele só um rapaz bonito, afinal de contas por acaso é, mas sempre escreveu coisas lindas e sempre defendia o amor (e defende) de forma tal que se
assemelha muito ao meu jeito de escrever.
Acho que, depois de muitos anos, sem olhar seu fotolog, perdi alguns acontecimentos e acho o reencontrei hoje, por conscidência.

Gostaria que pudessem conhecer também. O jovem jornalista, belo, modelo e apaixonado Di Lacerda.

Engraçado essa admiração (nada sexual) por alguém, mas fiquei amigo anônimo dele, sem que ele um dia pudesse saber.

Aí vai um dos motivos pelo qual admiro esse rapaz (q só tira fotos do lado esquerdo...rs...). Leiam que lindo ele postou, para seu amor (que não sei se é atual mais...): 



" ... E a terra foi criada pela vontade de Deus. E com ela todas as suas vontades. E pela vontade dele nós nos amamos e nos respeitamos. E o nosso amor ja estava marcado no pensamento da criação do universo, pq é fruto do criador, assim como todas as belezas da vida." 

Lindo e simples, como meu blog.

Acho que o amor deve ser assim, simples, sem vazos quebrados e roupas rasgadas.
O amor tem que nascer sem lágrimas ou gritos.
Caso contrário, deixa de ser amor e se torna qualquer coisa, de qualquer pessoa.

Parabéns Di, meu amigo oculto de natal.

Twitter dele: http://twitter.com/DILACERDABH (sigam)
Blog dele: http://dilacerdabh.blogspot.com

Abraços gente.