terça-feira, 23 de novembro de 2010

Andei sonhando acordado (Mantra Diário)!

Todos os dias exercito meu mantra diário.

Aquele rituauzinho de dizer a si mesmo quando acorda que a profissão é a melhor,
que os clientes são os mais amigos e que é por ele que você faz tudo.

Quando escolhi ser Publicitário (a 10 anos atrás) e não estilista (sim, desenhei profissionalmente a algum tempo), decidi que estaria abrindo mão de um sonho pra viver uma realidade.

Acho que acertei.

Mas às vezes me pego sonhando e sonhar (às vezes) é muito melhor!

Briefing, Clipping, Layouts, Planos de Mídia... são palavras tão comuns hoje pra mim quando "Mickey Mouse" para crianças.
Tem dias que eu não quero mais ser adulto. E outros me pego virando noites atrás de um insite para desenvolver uma tal campanha para um tal cliente.
Mesmo com esses tal 30 anos batendo na minha porta, ainda me pego fazendo e falando coisas que revelam a minha dúvida em " o que que eu vou ser quando crescer...", tipo, " será que é isso mesmo que eu quero fazer depois dos 30 "? A resposta logo vem, através de um reconhecimento ou de uma frustrante idéia. Fico confuso.

Aí eu me transporto pra Paris, pras semanas de moda do mundo, pra Karl Lagerfeld, Marc Jacobs e outros, e admito que a moda ainda me perturba muito. A moda pra mim é o sonho tornando realidade e a Publicidade é a realidade mais próxima do que os pais e a família de um menino da cidade do interior poderia tolerar.

Bem, esse pequeno momento de hora de almoço, é pra dizer que tanto a Publicidade quanto a Moda, podem andar juntas. Tanto o sonho, quanto a realidade, podem dar as mãos e virem para o mesmo mundo, porque não?!

Duas grandes paixões. Dois grandes futuros.

Mas seja qual for, serei feliz.

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Hoje é dia 15 de Novembro!


Hoje é dia de novembro.
Dia 15 de novembro.
Conta a minha mãe que podia se ouvir os fogos enquanto eu nascia. Uma festa!
Nunca fui traumatizado pelo fato de nunca terem cantado parabéns para mim em sala de aula
e também por esquecerem sempre de mim nesse famoso feriado. Ao longo dos anos tudo isso vem se tornando mais e mais secundário. O que tem sido importante é estar em casa, passando com a minha família e esquecendo de todos os problemas. Recebendo o carinho diário de pessoas que realmente se importam comigo. Isso me faz feliz.


Hoje é dia de novembro.
Dia 15 de novembro.
Conta minha mãe que quando criança, não sabendo expressar direito meus sentimentos,
sempre dizia quando me encontravam em algum canto da casa cabisbaixo assim:  "meu coração
está triste". Conta também que eu sorria muito e queria ser sempre administrador de empresa.
Não mudaram muitas coisas. O coração continua triste as vezes e eu trabalho, não como administrador, mas com o mesmo senso de responsabilidade que a profissão pede (como todas, aliás).


Hoje é dia de novembro.
Dia 15 de novembro.
Dia em que o céu ficou cinza e as folhas mais amareladas possíveis. Dia de estações trocadas, de melancolia e de alegria. Meu dia. Em um dia comemoro 29 anos de aspirações, de nascimento, entendimento, conhecimento. Não pleno.


Hoje é o meu dia, hoje é dia 15 de novembro de 2010.

29 chances de dizer que não há mas pudores ou medos, apenas certezas e esperanças.
E eu sou feliz por isso.